Páginas

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Notícia: Um preview da nova série do Punho de Ferro

* Atenção! Informações inéditas no Brasil e EUA!

Com a série de TV chegando aí, a Marvel resolveu trazer de volta a revista mensal do Punho de Ferro - dispensando aparentemente um trabalho de Kaare Andrews numa minissérie chamada Punhos de Ferro - e colocou o escritor Ed Brisson e o desenhista Mike Perkins para turbinar a equipe criativa. O título sai em Março, mas uma prévia ainda em preto em branco da arte você confere aqui junto com uma entrevista concedida ao CBR: 

Brisson afirmou em conversa com o CBR que só foi acompanhar o personagem depois que ele deu as caras em Demolidor, na fase do Ed Brubaker em que Danny Rand toma o lugar temporariamente do vigilante. Desde então, ele passou a ler tanto coisas retroativamente como mais recentes, tipo Poderoso e o Punho de Ferro. Mas ele destaca a Imortal Punho de Ferro do Brubaker e Aja como a que mais lhe conquistou como fã. 

"Eu costumo enxergá-lo como um forasteiro em K'un L'un, um homem tentando achar seu lugar naquela cultura, mas acho que foi a primeira vez que lembro de vê-lo como um cara que não tem certeza ainda do seu lugar no mundo. Acho que foi lá, que eu percebi isso pela primeira vez. Ele é o cara que desesperadamente quer fazer parte de algo" disse o escritor. 

"Nessa história ele esta separado de K’un-L’un e isso está afetando seus poderes, e isso meio que impactará nele em saber quem ele é. Isso não é um problema que se resolve numa conversa com amigos, pois eles não estão ligados a esse mudno que eles desconhecem. Num sentido muito real, ele está sozinho e por conta própria, tentando encontrar respostas para questões que ele não compreende inteiramente" falou Ed.




Ed Brisson falou que Danny está com dificuldades para se ligar ao Chi de Shou-Lao, o que lhe confere os poderes do Punho de Ferro e a busca para respostas do porquê isso acontece o levará até uma ilha chamada Liu-Shi. Lá ele encontrará um novo mundo do Kung Fu e um grupo chamado de Os Sete Mestres dos Sete Templos. Cada templo lá tem um tipo de técnica de Kung Fu - Enguia, Rato, Cobra, Coelho, Urso, Touro e Lobo. Há muita coisa inspirada nas artes marciais dos anos 70 nessa nova história criada por Brisson. 

No primeiro arco, a história vai trabalhar mais personagens novos e desconhecidos do público. Depois, no entanto, Brisson não descartar ter uma aparição da Pei, que apareceu em A Arma viva e trabalhar plots ainda abertos deixados por Kaare Andrews. A ideia da série no entanto é ser fácil para novos leitores começarem e não se prender muito a fatos anteriores, mas construir novos. Todavia, fãs antigos ainda reconheceram elementos trabalhados no personagem nos últimos 10 anos ou mais. 

Brisson ainda se adiantou para elogiar Mike Perkins e seu excelente trabalho nessa série. Ele disse que o visual criado por ele para os Sete Mestres é estupendo e que vai impactar os leitores certamente. Defendendo a série, o roteirista colocou que teremos algo bem no meio entre o Kung Fu clássico e novos elementos comuns as histórias recentes de Danny. Podemos esperar muita coisa do passado de Danny e K'un L'un vindo a tona aí.

Fonte: marvel616.com - Coveiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário